segunda-feira, 4 de setembro de 2006

Melhor que TVeC!!!

Tem dias que a tirinha atrasa porque eu estou trabalhando demais. Tem dias que atrasa porque o Ary está até o pescoço de livros para estudar. E tem dias que atrasa porque a gente arranjou algum terrível vício novo que é muito melhor do que ficar sentado fazendo quadrinho.

Nesse caso, o vício se chama Armadillo Run.

Photobucket - Video and Image Hosting

Como não poderia deixar de ser, é algo extremamente nerd. Um jogo cujo único objetivo é fazer a bolinha amarela chegar na área azul. Como? Construindo estruturas complexas e reações em cadeia a lá Rube Goldberg utilizando placas de metal, cordas, panos e outros materiais. Você monta tudo, aperta o play e as doces leis da física se encarregam do resto. Quem já é um geek de longa data vai lembrar de um outro jogo parecido, o Incredible Machine. Imagine que Armadillo Run é uma versão "séria" do mesmo princípio.

Pra você não achar que estamos de sacanagem, pelo menos baixa o demo no site do jogo. (Mas é bem fácil encontrar o jogo completo "por aí", se é que você me entende. E tem pouco mais de 2 megas de tamanho!!!). Quero ver os senhores atualizarem os SEUS sites de tirinhas depois de colocarem as mãos nessa belezura. Ha!



Link bônus relacionado do dia: um vídeo com várias reações em cadeia que só japoneses malucos poderiam trazer para você.

Link bônus totalmente gratuito do dia: Sebastian Bach, ex-Skid Rola, de bundalelê no Rio de Janeiro. Oh, yeah.

Comments:
Eu não era geek. As gatinhas do "play" suspiravam por mim toda vez que eu falava das incríveis engenhocas que fazia em TIM (The Incredible Machine).
 
Tim...
*babando*

é, eu tambem... quando eu descrevia as garotas como usar o ventilador pra soprar uma bola de boliche, algumas ate suspiravam :- )

Cara, vou procurar isso agora na net!!
 
HAHHA, o Ary me falou disso num churrasco que fomos ontem, enquamnto tava na segunda latinha.

Mas depois, sinistro, uma 10 latinhas depois, rolando mó funkão e o Ary rebolando junto, na moral, acreditem, ao lado de um monte de mulé boa.

Dançou tudo quanto foi funk e tinha um que dizia assim

"na 4x4 o tempo voa/whisky e red bul quanta mulé boa/ o pau ficando duro o bagulho tá sério/vai rolar um adultério"

Gente, um geek no funk, aquele óculos, aquele jeito desemgonçado, completamente bebado. Gostaria de ter filmado. Mas enfim, ele tava me falando deste jogo.
 
O videozinho do Pitagora num abriu.... é muito bom! =)
 
Consertado o link, bone.
Valeu pelo toque!

Hoje na madruga entra tirinha nova.
 
Já conhecia esse vídeo dos japoneses. Minha infância teria sido muito mais feliz se isso passasse na TV brasileira nos anos 80. Ah, e o que seria das bolinhas amarelas se não fossem as pessoas como vocês? Motivo mais do que nobre para atrasar a tirinha.
 
Mas aí que tá: é mais do que uma simples bolinha amarela, é um pobre tatu-bola indefeso! E todo mundo sabe que tatus-bola são os bichos mais legais do mundo. Empatados com o sagüi-anão, é claro.
 
Devia ter percebido pelo nome do brinquedo. De qualquer maneira, para ajudar um tatu-bola vocês podem tirar até um mês de férias sem peso na consciência.
 
Postar um comentário

<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?